COMPLIANCE NA ÁREA DA SAÚDE REVELA PROGRAMAS “NO PAPEL”

Há uma grande diferença em se ter um programa sério e hígido de Compliance e os denominados “programas no papel”.

Essa diferença é sentida no momento em que empresários ou gestores precisam efetivamente usar os seus programas.

Nessa hora, o ditado que diz: “o barato sai caro”, revela-se implacável.

Seja porque o investimento no programa “de papel” vai demandar um novo aporte em um programa sério, ou porque os resultados de segurança jurídica, patrimonial ou criminal esperados, a partir do Compliance, não serão alcançados.

Foi o que aconteceu com diversas empresas da área médica em São Paulo, as denominadas OSS, como se observa da matéria.

Acesse o link e leia a reportagem completa:

https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2018/07/03/cpi-das-oss-spdm-diz-que-exige-de-empresas-cumprimento-de-manual-de-compliance.amp.htm

IBC é Compliance !



Deixe uma resposta